28 de novembro de 2016

A quem interessa não ter EIV?

A flexibilização do EIV (Estudo de Impacto de Vizinhança) não interessa a sociedade. A pergunta é a quem interessa? Quem se beneficia? Por que o poder público liderado pelo IPPUJ e com o apoio do prefeito toma iniciativas como estas?

Poderíamos esperar que uma iniciativa como esta surgisse do legislativo, sempre mais propenso a atender este tipo de pleitos, mas que seja uma proposta do executivo só evidencia a forma de ver e entender a cidade desta administração.

27 de novembro de 2016

MP e as emendas da LOT


Pelo nervosismo de alguns vereadores, especialmente os que não se reelegeram é grande a possibilidade de que as conversas interceptadas com autorização da justiça tenham conseguido pegar algumas ligações interessantes. Só é preciso esperar.

25 de novembro de 2016

Os manguezais estão morrendo

Prezados, 

chegamos em um impasse. Morreram as avicenias ou mangue preto em mais de 80% dos mangues da Baia da Babitonga. 
Precisamos com a máxima brevidade criar um grupo de trabalho para avaliar a situação. 
É deveras grave o que ocorreu com dois desfolhamentos seguidos a partir de Abril deste ano de 2016. Perdemos milhões de arvores no manguezal.

Avaliem as imagens aéreas, quando foi filmado estávamos no inicio do primeiro desfolhamento. 

Temos que programar rapidamente as ações de recuperação desses milhares de hectares que se transformarão em menos de um ano um grande deserto negro caustigado pelos raios solares queimando o carbono e transformando o local em um grande areião que com o tempo ficará claro. 

O que fazer dos 3.500 pescadores que se utilizam dos serviços ambientais dos mangues para sustento das famílias?
O turismo embarcado como ficará?
Os canais de navegação irão assorear com maior velocidade?
Para que ainda teimar em discutir a Baia da Babitonga no forum atual do  Babitonga Ativa apoiado com recursos de um TAC do MPF ?
Tentei apresentar um relatório na reunião desta semana no auditório do MPF em Joinville, e me concederam - como sendo um grande favor com a reunião terminando e os presentes se retirando, apenas um minuto. Diante de tais fatos,  pode-se sentir o nível de desligamento e falta de informação dos participantes que assistiram de forma muito corrida, cenas dos mangues em desagregação e ninguém se preocupou com o que assistiram e sequer fizeram perguntas. 

Acho que perderemos em definitivo esses mangues que estão caindo. 
Cada vez mais me convenço que o cidadão pro-ativo, voluntario, prestador se serviços em beneficio do coletivo, não  pode efetivamente  contar  com as autoridades constituídas constitucionalmente para nos prestarem  serviços, bem como o povo maior interessado na baia: proprietário de centenas de Iates, embarcações de milhões de reais, turismo embarcado e colonias de pesca. 
A funcionaria da Fatma presente ao evento, que viu as imagens, sequer manteve contato comigo para obter mais informações e repassar o que foi passado para ela como representante da FATMA, sobre o desastre em andamento para que urgentemente relatasse para a diretoria da FATMA o que recebeu de informações. 

O biólogo Ernesto Trein, funcionário do IBAMA em Joinville, tambem não manteve contato comigo para receber mais informações e comunicar BRASILIA do desastre que ocorre no ecossistema de inteira responsabilidade constitucional dessa instituição paga com os impostos carissimos e pesadissimos que somos obrigados a contribuir. 

O que esta acontecendo afinal? 

Heis o video dos mangues mortos. 


Permaneço ao dispor. 

Gert Roland Fischer 
Eng. Agr. CREA-SC 001288-4
Programa ecologia em ação da TV CIDADE DE JOINVILLE
Associação de Preservação e equilibrio do meio ambiente de SC
face gert roland fischer 

53DA194F-35A1-4FB9-8789-63FAC0EFC7F3

10 de novembro de 2016

Agora há pressa pelo rotativo

Se um extraterrestre aterrizara em Joinville de repente, sem conhecer a realidade local, ficaria surpreso se ao mesmo tempo que fizesse a leitura do texto elaborado pela Prefeitura Municipal fosse informado que a mesma administração municipal que defende o rotativo com veemência ficou durante quatro anos sem fazer a licitação.



Se depois descobrisse que na operação "Blackmail" há conversas que envolvem a licitação do estacionamento rotativo poderia até tirar conclusões apressadas, mas os sambaquianos destes manguezais olham tudo com cara de paisagem e ensalçam a idoneidade e lisura desta gestão com pompa e circunstancia.

Quem tem um pouco mais de informação sabe que há relação entre uma coisa e outra.

22 de outubro de 2016

Darci cresceu

Pesquisas internas mostram que a eleição esta disputadíssima. A diferença entre os dois candidatos é minima. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...